Quando somamos um gráfico soberbo, uma trilha sonora matadora, uma jogabilidade refinadíssima e um grande fator replay, o que temos? Rayman Legends pode ser uma das respostas facilmente. Temos aqui um novo clássico, mas vamos análisa-lo com calma.

Após o lançamento do também ótimo Rayman Origins, esperava-se que a Ubisoft Montpellier tinha conseguido extrair o máximo do seu personagem com membros flutuantes, no entanto eis que em 2013 é lançado Rayman Legends, um dos melhores e mais bonitos jogos de plataforma de todos os tempos.

Vamos ser sinceros, a não ser que uma pessoa seja muito fanática pelo personagem, a história do jogo não importa muito, ela existe assim como existe em todos jogos do Mario, apenas como desculpa para nos brindar com vários desafios de gameplay, o velho controle na mão e uma exigência progressiva de habilidade do jogador.

Uma obra de arte

O que mais salta em nossos olhos neste game é seu impressionante design e direção artística, cada cantinhos das mais de 100 fases do jogo é extremamente viva e colorida, tudo é muito detalhado fazendo com que o jogador por diversos momentos queira dar um pequeno pause para contemplar a obra de arte que é esse game. O level design também é incrível, por diversas fases há uma troca de perspectiva no cenário, temos várias fases verticais, fases velozes que exigem grande habilidade do jogador, chefões que nos obrigam a repetir várias vezes até entender seu padrão, no maior estilo dos jogos clássicos do Super Nintendo e Mega Drive e com a vantagem que aqui, nas novas gerações é possível jogar em um co-op de até 4 jogadores na mesma fase, na mesma TV. Fica porém a leve crítica de que o jogo poderia permitir que essa jogatina cooperativa fosse também online, talvez o único pecado significativo do jogo.

Outro ponto muito legal do jogo é que ele não trava sua progressão por mais que algumas fases sejam realmente muito difíceis. Tal qual no também clássico Mario 64, você entra em quadros para acessar os “mundos” e dentro desses mundos há várias fases que são liberadas a medida que você liberta os Teensies, ou seja, você pode avançar e retornar às fases a medida que vai liberando, podendo pegar Teensies perdidos posteriormente, tal qual as citadas estrelas do Mario. As fases do jogo em geral são bem estensas e apesar de obviamente haver um padrão de qualidade, um estilo, elas dificilmente são repetitivas, até porque como em quase todo jogo de plataforma, os quadros são temáticos e bem variados.

É incrível notar que mesmo com fases tão variadas e complexas, a equipe de produção ainda teve o cuidado de encaixar trilhas sonoras perfeitas para cada momento. Cada vez que encontramos um Teensie escondido (o rei e rainha da fase) há um som dizendo “OOHHH” quase em comemoração a descoberta do jogador. Em diversas fases o musical do jogo dita seus movimentos, como em um verdadeiro jogo de ritmo, inclusive tendo um mundo totalmente dedicado a esse estilo, além da última fase de cada mundo que também evoca essa experiência.

Em uma determinada fase, o jogador calcula seus saltos, ataques e movimentos ao som de Eye of the Tiger, clássica música dos filmes do Rocky Balboa. Como fã dessa série de filmes preciso dizer como eu vibrei com esse momento? Em diversos momentos volto a infância com o som do game pois me lembra bastante a qualidade que via em jogos que adorava na época como Banjo e Kazooie e Donkey Kong Country 2.

Este game tem um vasto conteúdo, são mais de 120 fases novas e 40 fases denominadas De Volta às Origens, como o nome bem sugere são fases do Rayman Origins atualizadas para o design do Legends. O jovem clássico ainda conta com vários modos de jogo e muitos desbloqueáveis. Platinar esse jogo não é das tarefas mais fáceis pois são muitos Teensies para libertar, muitos Lums a recolher, muitos heróis para desbloquear, muitos desafios a cumprir, mas pelo menos será uma platina extremamente deliciosa de se fazer.

Rayman Legends é isso, quando estamos nos acostumando com o jogo, aprendendo sua rotina, começando a achar que já vimos de tudo, ele sempre surpreende o jogador com seus detalhes técnicos extremamente polidos e sua jogabilidade maravilhosa. É um game que está disponível em praticamente todas plataformas e sempre por preços muitos honestos, tornando o jogo totalmente acessível para qualquer um jogar. Clássico moderno!

 


Gostou do post? Então que tal seguir o nosso Twitter e curtir a nossa página no Facebook para você continuar acompanhando todos os nossos posts sobre coisas nerds e cultura pop em geral, diariamente, em suas redes sociais.


Se você tem alguma sugestão de post, dúvidas, críticas e elogios, nos envie um e-mail para [email protected]. Queremos ouvir você, sua opinião é sempre muito importante para nós!


Você já faz parte do nosso Grupo no Facebook? Faça já parte e interaja com os redatores e outros leitores do site! Link para o grupo: https://www.facebook.com/groups/elite42