Quem tem saudades dos tempos de gameplay na mesma tela quando Bomberman era uma grande opção no Super Nintendo por exemplo, pode estar se sentindo órfão de bons jogos. Inclusive eu era um desses gamers que tinha a velha nostalgia do co-op na mesma tela. Até que recentemente comecei a correr atrás de alguns jogos nesse estilo como por exemplo Rayman Legends, Guacamelee, Chariot, entre outros. Nessa caça a busca do multiplayer na mesma tela um se destaca bastante por ser extremamente divertido, desafiador e bonitinho como os clássicos Bomberman do SNES; estou falando do alvo de review deste post: Overcooked!

Em Overcooked, 1 até 4 jogadores tem que preparar pratos de comida, pizzas, sanduíches, saladas, sopas, burritos entre outros, no menor tempo possível para cumprir uma meta de pontos e ir ganhando estrelas que desbloqueiam novas fases e mundos. Tudo com controles extremamente simples porém eficientes e cenários bem variados e temáticos no maior estilo Bomberman, que repito tantas vezes no post por ser o maior paralelo pra quem ainda vai conhecer o game.

Diversão com os amigos ou de casal

Apesar de ser possível jogar Overcooked sozinho com um esquema de controles onde é possível um jogador controlar dois personagens (e nesse sistema reside um dos pontos fracos do jogo), a diversão de Overcooked está em chamar amigos, familiares e namorados / esposa / marido para dividir a jornada de conseguir coletar todas estrelas e no fim derrotar uma almôndega monstro que está faminta por comida (bem louco assim mesmo).

Tive o prazer de terminar o jogo conquistando todos os troféus com minha namorada e foi uma das experiências mais divertidas (em alguns momentos estressantes pela dificuldade), que tive o prazer de experimentar nos últimos anos nos videogames, pois é exigida uma boa dose de coordenação, frieza e até desespero para conseguir as três estrelas em cada fase, ainda que seja possível avançar conseguindo menos estrelas.

Desafio, personagens, fases e bagunça

Para quem curte personagens fofinhos, os personagens de Overcooked são bem carismáticos, indo de personagens humanos bem diferentes esteticamente um do outro, até animais, como um guaxinim em uma cadeira de rodas, sendo um dos poucos jogos que se preocupam com esse tipo de inclusão que deveria ser bem mais comum no mundo do entretenimento.

Existem fases que são bem simples, apenas emulando uma cozinha com ratos tentando roubar sua comida, mas também encontramos desafios como cozinhar para esquimós no gelo, tornando a tarefa de cozinhar problemática por ser escorregadio, temos fases no fogo onde nosso personagem pode cair na lava e tomar uma punição de preciosos 5 segundos sem cozinhar. Existem fases onde o desafio é simplesmente conseguir coordenar com seus companheiros pela falta de espaço, fases/cozinhas nos espaço, no escuro, em caminhões em movimento, etc. É muita fase e desafio, mas que de tão viciante podem fazer com que você termine o jogo rapidamente.

Inicialmente o game te coloca a exigência de poucos ingredientes e com um tempo bem tranquilo de conseguir avançar para a próxima fase, no entanto aos poucos ele vai exigindo mais deslocamento, mais ingredientes e às vezes vários pratos diferentes numa mesma fase só que com o mesmo tempo que você tinha disponível no início do jogo quando as coisas eram mais simples. Se jogar de casal Overcooked pode causar até mesmo uma pequena DR tamanha a competitividade que o game exige em algumas fases.

Ponto fraco: Falta de multiplayer online

Não dá pra julgar o motivo de Overcooked não ter multiplayer online, talvez falta de orçamento, talvez problemas técnicos ou simplesmente para obrigar os jogadores a se encontrarem presencialmente para jogar e forçar a melhor interação gamer possível, mas o fato é que o game poderia ser uma febre muito maior se possibilitasse jogatina online com cada jogador em sua casa, em seu ambiente, assim como um Rocket League por exemplo.

Talvez num possível Overcooked 2 o game passe a ter essa função que poderá agregar muito valor à um game que já é ótimo mesmo sem esse importante feature.

Vale a pena?

Com certeza vale muito a pena jogar Overcooked pois é um dos melhores multiplayers local cooperativo que pude experimentar na vida, rivalizando tranquilamente com clássicos como Bomberman e com os intermináveis jogos de futebol tipo FIFA, PES, jogos de luta tipo Street Fighter, Tekken, Mortal Kombat e os FPS que hoje em dia focam no online mas muita gente já jogou de forma local.

Com exceção da falta do multiplayer online, Overcooked é um game irrepreensível, quase perfeito em sua proposta.


Gostou do post? Então que tal seguir o nosso Twitter e curtir a nossa página no Facebook para você continuar acompanhando todos os nossos posts sobre coisas nerds e cultura pop em geral, diariamente, em suas redes sociais.


Se você tem alguma sugestão de post, dúvidas, críticas e elogios, nos envie um e-mail para [email protected]. Queremos ouvir você, sua opinião é sempre muito importante para nós!


Você já faz parte do nosso Grupo no Facebook? Faça já parte e interaja com os redatores e outros leitores do site! Link para o grupo: https://www.facebook.com/groups/elite42