Primeiras Impressões: Deuses Americanos

Uma das séries mais aguardadas desse ano finalmente teve o primeiro episódio lançado, Deuses Americanos, baseado no romance de Neil Gaiman.

Vale dizer que não conheço a obra original, portanto a opinião aqui é sobre o primeiro episódio da série, sem ter nenhuma noção do que me aguarda.

Para quem não conhece a série a sinopse seria a seguinte:A história é centrada em uma guerra entre os velhos e os novos deuses. Os seres bíblicos e mitológicos estão perdendo cada vez mais fiéis para novos deuses, que refletem o amor da sociedade por dinheiro, tecnologia, celebridades e drogas. Shadow Moon é um ex-vigarista que agora serve como segurança e companheiro de viagem para o Sr. Wednesday, um homem fraudulento que é, na verdade, um dos velhos deuses, e está na Terra em uma missão: reunir forças para lutar contra as novas entidades.

Nesse primeiro episódio estamos na mesma situação de Shadow, sem entender alguns acontecimentos muito estranhos e sobrenaturais que acontecem nesse universo. No prólogo vemos uma cena mostrando vikings chegando a um local desconhecido em uma cena muito parecida com Vikings do History. A cena é totalmente brutal, recheada de violência gráfica.

Tudo é muito sombrio, sujo, com muitos momentos bizarros e enigmáticos. Você até suspeita quem são esses primeiros seres que aparecem no episódio piloto, mas não dá pra saber ao certo.

Rolam muitos palavrões e alguns momentos constrangedores nesse episódio, o que já deixa claro que a série não é pra qualquer um, pessoas sensíveis com certeza se incomodariam com a cena de uma personagem fazendo sexo com um cara e depois introduzindo esse cara em sua vagina (isso pra ser bem formal, xD).

Esse peso não me incomoda muito desde que esteja assistindo com pessoas de mente aberta, no entanto outra coisa me incomodou um pouco, os efeitos visuais.

Os efeitos não chegam a ser horrorosos, mas para representar um mundo tão fantástico assim, acho que é preciso mais e mesmo sabendo que em geral séries não tem o mesmo orçamento de super produções hollywoodianas, a proposta da série exige mais qualidade.

Entre os personagens o que me deixou mais curioso foi o Mr. Wednesday e suas atitudes misteriosas que transmitem realmente algo sobrenatural, uma imponência opressora que convence. Já os outros personagens tem pouquíssimo tempo de tela pra se destacar nesse primeiro episódio e até mesmo o protagonista Shadow Moon não mostra muita coisa.

Não sei o quanto o episódio foi fiel a obra de Gaiman, mas no fim das contas, avaliando puramente o episódio, achei o resultado mediano. A história gera curiosidade, instiga a continuarmos assistindo, mas as lutas e efeitos são bem medianas. Fica a expectativa para que essa temporada, que terá 8 episódios, tenha consistência o suficiente para ser renovada e ter a obra original completamente adaptada.