Jogar vídeo-games pode causar alucinações, diz estudo

Pesquisadores da Universidade de Nottingham Trent chegaram à uma conclusão no minimo interessante num recente estudo.

Segundo esses “experts”, alguns jogadores são propensos à experienciar uma “percepção alterada da realidade” depois de várias horas em frente ao vídeo-game.

O estudo foi conduzido com 483 jogadores em 54 fóruns de jogos online, mas os dados não incluem o perfil psicológico desses participantes, o que poderia dramaticamente afetar os resultados da pesquisa.

Os dados mostraram alguns jogadores à relatar “versões distorcidas do mundo-real”. Outros descreveram imagens de jogos, como menus, aparecendo no meio de uma conversa. E uma parte restrita dos participantes reportaram displays de jogos de corrida quando dirigindo na vida real.

Esse estudo é o primeiro de uma série de outros que visam explicar o que é chamado de “Game Transfer Phenomena” (GTP), em outras palavras: como jogar vídeo-games pode afetar certas habilidades de percepção duma pessoa, como a vista, o toque, e os sons.

O professor de psicologia Mark Griffins, líder do estudo, admitiu que não saber o perfil psicológico dos participantes significa que esses dados podem não necessariamente representar a comunidade de jogadores como um todo.

Alguns jogadores podem ser mais propensos do que outros em GTP“, explica. “Os decorreres dessas experiências parecem ser de curto prazo, mas alguns participantes tem apresentado esses sintomas recorrentemente. É necessário mais pesquisa para entender as implicações cognitivas e psicológicas do GTP“.

GTP parece ser similar ao Efeito Tetris, um fenômeno que algumas pessoas descrevem depois de um longo tempo em frente ao jogo russo, elas se dizem continuar vendo blocos caindo na vida-real.

Em muitas experiências, essas imagens-fantasma apareciam sem consciência ou controle dos jogadores, e em alguns casos, elas  afetavam até o sono ou a concentração“, informam os pesquisadores. “Essas decorrências resultaram em questionamentos próprios irracionais, como a saúde mental, ficando envergonhados ou tendo comportamentos impulsivos em contextos sociais“.

O estudo foi publicado no International Journal of Human-Computer Interaction.


Gostou do post? Então que tal seguir o nosso Twitter e curtir a nossa página no Facebook para você continuar acompanhando todos os nossos posts sobre coisas nerds e cultura pop em geral, diariamente, em suas redes sociais.


Se você tem alguma sugestão de post, dúvidas, críticas e elogios, nos envie um e-mail para [email protected]. Queremos ouvir você, sua opinião é sempre muito importante para nós!


Você já faz parte do nosso Grupo no Facebook? Faça já parte e interaja com os redatores e outros leitores do site! Link para o grupo: https://www.facebook.com/groups/elite42