missao-impossivel-nacao-secreta

O ano de 2015 vem sendo marcado por grandes blockbusters, já tivemos a 3 grandes bilheterias com Velozes e Furiosos 7, Jurassic World, Vingadores: Era de Ultron e um grandessíssimo filme com Mad Max: Estrada da Fúria.

Missão: Impossível – Nação Secreta vem para reforçar a boa safra, pois o filme está ótimo e Tom Cruise mais uma vez esfrega seus carisma na face daqueles que gostam de dizer que o ator está acabado.

O ator está de volta como Ethan Hunt, o lendário agente da IMF, que dessa vez terá que enfrentar inimigos super bem preparados.

Muitos dizem que este é o melhor filme da franquia, mas ainda acho que Protocolo Fantasma, o quarto da série, é um pouco superior, o que obviamente não desabona o quinto filme em nada.

As cenas de ação deste estão incríveis, o que é primordial para um filme de espionagem exagerado.

Temos pelo menos quatro cenas marcantes que nos deixam sem fôlego;

1 – logo na abertura do filme, ou seja, a cena do avião que já foi entregue nos trailers;

2 – uma cena em uma ópera;

3 – uma cena na água super angustiante;

4 – uma perseguição de carros e motos em altíssima velocidade;

Mesmo imaginando que estas cenas terão um desfecho feliz, ficamos empolgados, sendo isto resultado de uma direção muito competente.

Mais uma vez Tom Cruise brilhou na ação fazendo inclusive muitas cenas sem dublê, segurando boa parte do filme, assim como fez em No Limite do Amanhã.

missao-impossivel-nacaosecreta

No entanto o que torna este filme realmente especial é que ele é um pouco menos previsível que a média do gênero. Mérito para o roteiro envolvente e acredito que muito bem escrito.

Você até consegue sacar algumas reviravoltas, mas não de forma simples, fazendo o expectador adivinhão esquentar a cachola para prever o que virá a seguir.

O cartaz do filme entrega bastante o que esperar dos personagens. Temos um Ethan Hunt (Tom Cruise) fazendo quase todo o trabalho sujo com um suporte fenomenal de William Brandt (Jeremy Renner), Benji Dunn (Simon Pegg), Luther Stickell (Ving Rhames) e principalmente Ilsa (Rebecca Ferguson), uma das personagens femininas de ação mais legais dos últimos tempos, ficando atrás apenas da Furiosa de Mad Max.

Ainda no elenco temos uma presença carismática de Alec Baldwin como um agente da CIA que beira o cômico, com uma certa importância na trama e a presença é claro dos vilões que não darei maiores detalhes para evitar spoilers, mas posso adiantar que cumprem bem o papel para fazer a história e as cenas de ação acontecerem, mas deixam um pouco a desejar como personagens, tendo objetivos interessantes, mas personalidades unidimensionais.

A trilha sonora do filme é clássica, não tem muito o que comentar, o tema clássico aparece em diversos momentos, é perfeito para o filme, mas por ser basicona, sem nenhuma surpresa, fica com uma menção honrosa, mas digamos que não merece uma nota 10.

Missão: Impossível – Nação Secreta certamente não é o melhor filme do ano, talvez não seja o melhor filme da franquia, pode até ser superado pelo novo 007 que sai este ano, mas certamente merece ser visto no cinema pois é diversão garantida.

Blockbuster de respeito! Assistam!


Gostou do post? Então que tal seguir o nosso Twitter e curtir a nossa página no Facebook para você continuar acompanhando todos os nossos posts sobre coisas nerds e cultura pop em geral, diariamente, em suas redes sociais.


Se você tem alguma sugestão de post, dúvidas, críticas e elogios, nos envie um e-mail para [email protected]. Queremos ouvir você, sua opinião é sempre muito importante para nós!


Você já faz parte do nosso Grupo no Facebook? Faça já parte e interaja com os redatores e outros leitores do site! Link para o grupo: https://www.facebook.com/groups/elite42